Embassy of Portugal in Denmark

Ministry of Foreign Affairs

Procedimento Concursal - Assistente Técnico

ATA N.º 6

 

CONCURSO EXTERNO PARA O RECRUTAMENTO DE ASSISTENTE TÉCNICO PARA EXERCER FUNÇÕES NA EMBAIXADA DE PORTUGAL EM COPENHAGA

Aos 25 dias do mês de setembro de dois mil e quinze, pelas 10 horas, reuniu o Júri do presente concurso externo, presidido pelo Presidente Embaixador Rui Macieira, pelo 1.º Vogal Dr. Jorge Teixeira de Sampayo e pela 2.ª Vogal Dra. Silvia Schiermacher.

1. A presente reunião teve por objectivo proceder à avaliação das entrevistas pessoais realizadas no dia 27 de agosto de 2015, conforme previsto na ata n.º 5.

2. Apresentaram-se à entrevista pessoal os seguintes candidatos:

  • Idália Maria da Costa Barbosa;
  • Maria Joana Tavares Carvalho Sinde
  • Mónica Benedita de Jesus Oliveira

3. Faltaram à entrevista pessoal:

  • Todos os candidatos aprovados compareceram à entrevista pessoal.

4. Neste sentido, deliberou o júri, por unanimidade, excluir do concurso todos os candidatos que faltaram à entrevista pessoal, atendendo a natureza obrigatória da prova e o caráter eliminatório de todos os métodos de seleção.

5. De seguida, deliberou o júri, avaliar as entrevistas pessoais dos candidatos e atribuir a cada uma destas a respectiva classificação final, considerando os elementos de avaliação em causa e os respectivos factores de ponderação previstos na ata n.º 1.

6. Atendendo à avaliação curricular efetuada e à classificação final obtida nos métodos de seleção anteriores, foi preenchido quadro com a classificação final de avaliação dos candidatos que se apresentaram a todas as provas do concurso, de acordo com os critérios e ponderações previstas na ata n.º 1.

7. De seguida, foi elaborada a lista de ordenação final dos candidatos, vide anexo 1, tendo em atenção a avaliação obtida nos diferentes métodos de avaliação, critérios e respetiva ponderação e que vai ser afixada em local de estilo da Embaixada de Portugal em Copenhaga e notificada aos candidatos em sede de audiência de interessados, para querendo, dizerem o que tiverem por conveniente, no prazo de 10 dias úteis, nos termos e para os efeitos do artigo 6.º da Portaria 187/2013, de 22 de maio.

9. Mais deliberou o júri, conceder o prazo de cinco dias aos candidatos elegíveis para comprovação da situação de residência regularizada junto das entidades locais, tendo em vista a efetiva contratação, tal como previsto no ponto 7.3 do aviso de abertura, nos termos do artigo 5.º n.º 1 do Decreto-Lei n.º 47/2013, de 5 de abril.

10. Nada mais havendo a tratar, foi encerrada a reunião de que se lavrou a presente ata, constituída por duas páginas, as quais depois de lidas e consideradas conforme, vão ser assinadas e rubricadas por todos os membros do júri nelas presentes.

O JÚRI

 

 

Share:
FacebookTwitterGoogle +E-mail