Embaixada de Portugal na Dinamarca

Ministério dos Negócios Estrangeiros

2.ª fase de candidaturas ao Programa de Doutoramento em Arquitectura da FAUP (edição 2017/2018)

A 2.ª fase de candidaturas ao Programa de Doutoramento em Arquitectura (PDA) 2017/2018 da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP) vai decorrer de 30 de Junho a 19 de Julho de 2017.

O Programa de Doutoramento em Arquitectura da FAUP visa assegurar uma formação pós-graduada qualificada onde as questões do espaço e da representação são articuladas com o exercício da crítica e do pensamento teórico, consubstanciando um entendimento rigoroso e reconhecido do projecto arquitectónico.

O PDA estrutura-se em Perfis de Estudos, cuja oferta é feita anualmente, onde se pretendem circunscrever diferentes campos de estudo: Projecto do Espaço Habitacional e Formas de Habitar; Arquitectura - Teoria, Projecto, História; Dinâmicas e Formas Urbanas; Património Arquitectónico.

Prazos de candidaturas:

30 de Junho a 19 de Julho 2017 (2ª fase)

Candidaturas online:

www.fa.up.pt

pda.arq.up.pt

English version here

Coimbra Space Summer School (13 a 15 de Julho)

Encontram-se abertas até ao próximo dia 6 de Julho as inscrições para participação na Coimbra Space Summer School, uma escola de Verão de 5 dias onde empreendedores, estudantes ou investigadores exploram uma ideia de negócio em torno do Espaço. A ideia é aproveitar conhecimento, tecnologias e recursos gerados nas missões espaciais e nas actividades científicas de exploração do Espaço para conceber negócios para outras áreas: cidades inteligentes, transportes, turismo e lazer, saúde e bem-estar, agricultura, ambiente e  media.

Para mais informação consulte: http://spacesummerschool.ipn.pt/

Mensagem de Sexa. o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas - "O orgulho de ser português"

No dia 10 de Junho celebra-se o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Neste 10 de Junho de 2017, cujas cerimónias oficiais têm epicentro nas cidades do Porto, São Paulo e Rio de Janeiro, celebra-se também uma época de otimismo que envolve o país e reforça o orgulho de todos os que vibram com o sucesso de Portugal.

A vitória da seleção de futebol no Euro 2016, a eleição de António Guterres para Secretário-Geral das Nações Unidas, a vitória de Salvador Sobral no Festival da Eurovisão, a eleição das cidades portuguesas nos rankings do Turismo, o posicionamento cimeiro das universidades nacionais nos rankings mundiais de excelência no ensino, na investigação e na ciência, são apenas alguns dos exemplos mais recentes do início de ciclo virtuoso que o país está a viver.

Não menos relevante, a nível político, devo sublinhar a saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo, com a obtenção, em 2016, de um valor do défice orçamental de 2,1% do PIB; ou até o crescimento de 2,8%, registado no primeiro trimestre deste ano à graças, sobretudo, às exportações e ao investimento; e sem esquecer a substancial redução da taxa de desemprego com a evidente criação de oportunidades de trabalho no nosso país.

A estas conquistas políticas permitam-me que adicione a obtenção de alguns objetivos atingidos nas matérias que me dizem diretamente respeito. É que também nas Comunidades Portuguesas há, este ano, razões de satisfação.

Destaco a entrada em funcionamento do ato único de inscrição consular, em Barcelona. Até 2019, teremos condições de alargar esta mudança de paradigma nos serviços consulares à grande parte da rede externa do MNE. Com o desenvolvimento deste projeto os cidadãos só têm que fazer uma inscrição consular mesmo que mudem de localidade ou de país.

Enalteço a aprovação em Conselho de Ministros, aguardando a concordância dos partidos na Assembleia da República, do recenseamento automático que representa o reconhecimento de um direito fundamental àqueles que, todos os dias, afirmam Portugal no mundo, garantindo-lhes as mesmas condições no recenseamento que estão asseguradas aos portugueses em território nacional, tornando-o automático e vinculado à morada do Cartão do Cidadão.

Recordo ainda que foi aprovado o Decreto-Lei que altera o Regulamento da Nacionalidade Portuguesa procedendo-se à simplificação do processo de atribuição e aquisição da nacionalidade, tornando-o mais justo e célere, mas sem que se coloque em causa o rigor do mesmo.

Posso ainda referir a entrada em funcionamento dos “Espaço do Cidadão”, em Paris e em São Paulo; a aplicação “Registo Viajante” que dá maior garantia de apoio e proteção consular aos portugueses em mobilidade; a criação da plataforma de ensino da língua portuguesa à distância, denominada “Português Mais Perto”, numa parceria entre o Camões, I.P., e a Porto Editora, tendo em vista criar condições de contato e de aprendizagem da língua portuguesa aos filhos de uma jovem geração que, estando em mobilidade por razões essencialmente profissionais, mantém a vontade de regresso ao País.

Neste 10 de Junho que celebra o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas há novas razões para reforçar o orgulho de sempre.

José Luís Carneiro

Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

Contactos

Toldbodgade 31, 1th
1253 Copenhagen K
Denmark

(+45) 33 13 13 01
copenhaga@mne.pt

Mais informação

Ligações úteis

GEC Vermelho

Traducoes 900widecopy

Portuguese Communities Portal logotype

Logotipo International Careers logotype

Turismo de Portugal logotype

AICEP - Portugal Global logotype

Portugal Economy Probe logotype

Camões - Instituto da Cooperação e da Língua logotype

Instituto Diplomático logotype

CLP Zagreb

Banco de PortugalLogo

Instituto Nacional Estatistica INE logo

   Sugestoes