O acesso ao ensino superior, nomeadamente a Licenciaturas e Mestrados integrados, para emigrantes e lusodescendentes foi alvo de alterações que visam a simplificação do processo.

Podem concorrer através deste contingente os estudantes que tenham realizado no estrangeiro a totalidade ou parte do ensino secundário e a totalidade do ciclo de estudos que o precede.

O candidato que resida no estrangeiro pode apresentar o pedido de equivalência de habilitações de ensino secundário estrangeiras junto do Posto Consular ou Embaixada da área de residência, deixando de ser necessária a deslocação à escola da área de residência em Portugal. O pedido será remetido à Direção-Geral da Educação (DGE) pelo Posto Consular ou Embaixada, para decisão e posterior comunicação da equivalência à Direção-Geral do Ensino Superior. Pode consultar o requerimento aqui.

Para mais informações pode consultar o sítio da Direção-Geral de Educação ou contactar através do +351 21 393 4500, ou a Direção-Geral do Ensino Superior, ou contactar através do +351 213 126 000.

  • Partilhe