Embaixada de Portugal na Dinamarca

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Viver na Dinamarca

REGISTO NOS SERVIÇOS DE IMIGRAÇÃO (Statsforvaltningen)

Os cidadãos da União Europeia devem registar-se nos Serviços de Imigração (Statsforvaltningen) até três meses após a entrada no país. Para tal é necessário:

- Documento nacional de identificação, uma fotografia tipo passe;

- Justificação para a sua estadia no país (contrato de trabalho, inscrição universitária ou comprovativo de meios financeiros suficientes para viver no país);

- Comprovativo de morada (idealmente através de um contrato de arrendamento).

Uma vez aceite, será dada autorização de residência e o CPR. O CPR é um número de identificação atribuído a todos os cidadãos nacionais/residentes e que dá acesso ao estado social dinamarquês, que inclui serviço nacional de saúde e educação (onde estão incluídas aulas de dinamarquês para estrangeiros). Estes serviços são gratuitos.

 

Para consultar informações mais detalhadas sobre o processo:

http://www.statsforvaltningen.dk/site.aspx?p=6394

http://ihcph.kk.dk/

http://international.kk.dk/artikel/how-do-i-get-cpr-number

http://international.kk.dk/artikel/how-do-i-apply-residence-and-work-permit

 

Regra geral, a organização dos serviços sociais dá-se pela via camarária, pelo que a maior parte dos assuntos são tratados nas Câmaras Municipais (Kommune).

Copenhaga – http://international.kk.dk/moving

Århus – https://www.aarhus.dk/da/omkommunen/English.aspx

Odense - http://ico.odense.dk/subsites6/internationalcommunity/topmenu/moving

 

ESTUDAR NA DINAMARCA

A Dinamarca tem vindo a representar um destino por excelência no prosseguimento dos estudos para muitos europeus e, mais recentemente, para portugueses. As condições de acolhimento das universidades são bastante boas e até ao 2º ciclo não se aplicam propinas.

Para tal, o primeiro passo é consultar os sites das universidades dinamarquesas e candidatar-se online.

Aqui poderá encontrar informação detalhada sobre a oferta disponibilizada, prazos e demais formalidades: http://studyindenmark.dk/

Para informações concretas acerca do alojamento universitário, consulte: http://studyindenmark.dk/live-in-denmark/housing-1

Para mais informações sugere-se a consulta da página de Facebook “Youth Goodwill Ambassadors of Denmark” e que contacte a Embaixada da Dinamarca em Portugal. Regra geral, prestam informações muito concretas e completas, organizando periodicamente sessões de esclarecimentos para estudantes portugueses que desejam estudar na Dinamarca.

 

SU - Statens Uddannelsesstøtte

Uma vez aceite na universidade, terá três meses para se registar nos serviços de imigração (Statsforvaltningen), o que lhe dará acesso ao Estado Social Dinamarquês (permitindo aulas de dinamarquês gratuitas). É muito frequente os estudantes trabalharem a part-time (entre 8 a 20 horas semanais), sendo a remuneração variável de acordo com o sector. Contudo, é importante que tenha em mente a possibilidade de, sendo trabalhadora-estudante, poder solicitar o SU – Statens Uddannelsesstøtte. Trata-se de um subsídio mensal no valor de 5500 DKK (cerca de 739 euros).

 

ALOJAMENTO

Tal como os restantes países escandinavos, a Dinamarca tem um custo de vida elevado, especialmente em Copenhaga. Regra geral, o alojamento comporta custos muito altos e em Copenhaga apresenta-se como a maior dificuldade para recém-chegados, devido a uma procura desproporcionada à oferta.

No momento do arrendamento, é necessário ter em mente a necessidade de pagamento de caução e/ou depósito, o que poderá representar, pelo menos, três meses de renda. Uma boa rede social é um factor importante no arrendamento. Note-se que o período entre Julho e Outubro é particularmente difícil para encontrar alojamento. No que concerne às rendas, os valores são variáveis, mas conte com um valor médio de 4000 DKK (€537) por um quarto.

 

Principais sites de alojamento:

http://en.lejebolig.dk/

http://www.boligportal.dk/

http://www.findroommate.dk/?gclid=CjwKEAiA__C1BRDqyJOQ8_Tq230SJABWBSxnJJUQ57MRJtkmEhpMQAX3gsA-t9Cx1r-cWRgGHS1ydBoClMnw_wcB

 

Como a maioria estão em dinamarquês, ficam algumas dicas:

lejebolig – arrendamento

Lejlighed - apartamento

værelse – quarto

Indflytningspris – montante total que terá que pagar no momento da entrada

 

Adicionalmente:

- Todos os sites são pagos e deverá cancelar a subscrição quando já não os quiser utilizar;

- Como terá que contactar com os proprietários por mensagem, componha um texto simples mas “apelativo” (lembre-se que para o mesmo alojamento, foram enviadas dezenas de mensagens);

- Frequentemente os proprietários fazem entrevistas com os hipotéticos inquilinos, podendo sugerir a sua realização via Skype;

- Tenha particular atenção ao período de arrendamento, pois é bastante mais fácil encontrar um quarto por dois ou três meses do que para um ano;

- No caso de não ter contrato de arrendamento, pergunte ao seu senhorio se pode registar a morada (imprescindível para viver na Dinamarca).

 

INTEGRAÇÃO PROFISSIONAL E CERTIFICAÇÃO DE DIPLOMAS

Quanto à integração profissional, o inglês é amplamente falado, havendo contudo o incentivo à aprendizagem de dinamarquês. Por outro lado, a predominância do inglês depende bastante da área e do serviço. Para que os seus certificados sejam reconhecidos, é recomendável que se coloque uma Apostilha de Haia.

Trata-se de uma certificação de documentos emitida, no caso português, pela Procuradoria-Geral da República. Desta forma, todos os documentos que apresentar na Dinamarca serão reconhecidos.

Para consultar mais informações acerca da Apostilha de Haia: http://www.ministeriopublico.pt/perguntas-frequentes/servico-apostilas

 

TRANSPORTES

A Dinamarca possui uma vasta e funcional rede de transportes públicos, com custos variáveis de acordo com a cidade em questão. Aqui poderá consultar informação detalhada: http://www.dsb.dk/find-produkter-og-services/dsb-pendlerkort-voksen/

Adicionalmente, deverá considerar a possibilidade de adquirir uma bicicleta, o meio de transporte mais utilizado na Dinamarca.

 

SERVIÇO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

Regra geral, as mães (ou pais) têm um ano de licença de maternidade, pelo que a entrada para o infantário (børnehave) se dá quando as crianças completam um ano de vida, onde permanecem até aos 6 anos, ano em que transitam para a classe 0 (zero). Entre os 7 (1.ª classe) e os 15 anos (9.ª classe) os estudantes frequentam o ensino primário.

O ensino é gratuito e o material escolar é fornecido pela escola e, nas principais cidades, é possível aceder a aulas de língua portuguesa gratuitas.

 

IMPOSTOS – SKAT

Tal como nos restantes países escandinavos, a carga fiscal é elevada. Regra geral, os trabalhadores descontam entre 36% e 60% dos seus vencimentos, sendo a percentagem determinada pelo valor líquido.

Aqui poderá encontrar informação em inglês:

http://www.skat.dk/SKAT.aspx?oId=68777&vId=0&lang=US

https://www.skat.dk/skat.aspx?oId=5378&filter=US&lang=US

Os serviços costumam funcionar bastante bem e poderá pedir informações concretas na Câmara Municipal.

 

CARTÃO EUROPEU DE SEGURO DE DOENÇA

O Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD) não é obrigatório mas é desejável que qualquer cidadão se faça acompanhar do mesmo, para qualquer eventualidade.

Pode ser pedido online: http://www.seg-social.pt/pedido-cartao-europeu-seguro-doenca

 

VIAJAR COM ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

Relativamente a animais de estimação, estes são bem aceites na sociedade dinamarquesa e não é infrequente vê-los nos transportes públicos. Para informações concretas e detalhadas sobre o transporte de aninais de companhia, consulte:

- Direcção-Geral de Veterinária (http://www.dgv.min-agricultura.pt/portal/page/portal/DGV/genericos?generico=272038&cboui=272038);

- Condições para obtenção o passaporte de animal de companhia (http://www.dgv.min-agricultura.pt/portal/page/portal/DGV/genericos?generico=12354811&cboui=12354811);

-  O veterinário do animal.

Uma vez na Dinamarca, o animal terá que ser registado num centro veterinário e fazer consultas periódicas.

 

INSCRIÇÃO NA SECÇÃO CONSULAR

Adicionalmente, apesar de ser voluntário, é desejável que se inscreva na Secção Consular da Embaixada de Portugal em Copenhaga (para efeitos de renovação de documentos de identificação, recenseamento, etc.).

A Secção Consular realiza permanências consulares periódicas em diversas cidades do país, informando atempadamente através do web site oficial.